Pilrito-de-barriga-preta

Calidris alpina (Linnaeus, 1758)

Resumo

Limícola de tamanho pequeno com uma população extremamente grande (nº de efetivos na ordem dos poucos milhões de indivíduos) e com uma área de distribuição extremamente grande (região holártica).
Espécie migradora de longa distância, nidificando nas regiões ártica, subártica e na região temperada do norte da Europa, em áreas húmidas (como a tundra e pântanos) e invernando nas regiões temperadas e subtropicais, em áreas húmidas (tais como estuários, salinas e lagos) nos quais forma bandos com muitos milhar de indivíduos. É a limícola mais comum do paleártico ocidental.
A tendência de evolução da população global é de ligeira diminuição.
A identificação desta espécie é importante visto servir de padrão na identificação de outras espécies.

Estatuto de conservação global

Pouco preocupante (IUCN ver. 3.1, 2009)
EXEWCRENVUNTLC

Medidas de conservação

Conservação das áreas de nidificação e de invernada, reduzindo a destruição dos habitats, a poluição e a perturbação por atividades económicas ou lúdicas. Aumento da monitorização com o objectivo de obter dados mais fiáveis da evolução da população e o impacto de obstáculos (ex: parques eólicos) ao longo das rotas de migração.
Mais informação

Comportamento

Esta espécie encontra-se ativa durante todo o dia.
Durante as migrações e nas áreas de invernada forma grandes bandos. Os adultos migram para as áreas de invernada entre o fim de Julho e Agosto, enquanto os juvenis migram entre o fim de Agosto e Outubro. Os adultos migram para as áreas de reprodução entre Março e inícios de Abril.
Nas áreas de invernada, junto a costa, o seu comportamento é influenciado pelo regime das marés; alimenta-se principalmente em bancos de vasa, durante a maré baixa, e refugia-se, durante a maré alta, em sapais, salinas e praias arenosas.

Voo

Informação ainda não disponível

Habitat

Nidifica nas regiões ártica, subártica e regiões temperadas do norte da Europa, em áreas húmidas (como a tundra, pântanos, pastagens húmidas costeiras e sapais) e invernando nas regiões temperadas e subtropicais, em habitats húmidos interiores e costeiros (tais como estuários, salinas, lagos costeiros de água doce ou salgada, albufeiras, rios com marés, costas arenosas, sapais, pântanos e terrenos alagados).

Alimentação

Nas áreas de reprodução alimenta-se, principalmente, de insectos e respetivas larvas. Fora destas, alimenta-se de invertebrados, mas também de insectos, crustáceos, bivalves, pequenos peixes e sementes.

Reprodução

Efetua uma postura única, sendo o ninho uma cova no solo entre a vegetação. A postura é composta normalmente por 4 ovos, sendo incubados por ambos progenitores durante aproximadamente 20 dias.
As crias abandonam o ninho pouco depois de eclodirem, sendo cuidadas pelos ambos progenitores até conseguirem voar (que é aproximadamente ao 20º dia de vida).

Predadores

Informação ainda não disponível

Ameaças

Destruição dos habitats, a poluição e a perturbação por atividades económicas ou lúdicas.
Informação em Português
Informação ainda não disponível
Migrador nidificante Migrador invernante Residente